quarta-feira, 29 de julho de 2009

Boletins do brevet Farrapos 1000

Possiveis boletins do brevet Farrapos 1000 km no blog

www.zerohora.com/pedivela



Até segunda feira!

Abraços

terça-feira, 28 de julho de 2009

Mais longo evento de ciclismo do ano!

O brevet Farrapos 1000 km será o mais longo evento ciclístico realizado de forma continua aqui no Brasil em 2009. São até 75 horas para concluir o percurso de 1017 km.
É a primeira vez que um evento desta distancia e nesta modalidade é realizado aqui no Brasil.
O brevet tem validade internacional
Brevet homologado pelo Clube Audax Paris
Brevet válido pelo calendário ACP- Audax Club Parisien
(http://www.audax-club-parisien.com/)

Conforme o regulamento só pode participar do brevet de 1000 km o ciclista que tiver pedalado o brevet anterior que é de 600 km. Trinta e um ciclistas devem largar às 3:30 da manhã gelada desta quinta feira para pedalar o brevet Farrapos 1000 km.

Para ler o regulamento veja no blog:
http://audaxsantacruz.blogspot.com/2008/10/novo-regulamento-dos-brevets.html

O Farrapos 1000 km é um evento Randonnée, modalidade que aqui no Brasil ficou mais conhecido pelo nome de Audax.
É um desafio ciclístico não competitivo amador onde o ciclista deve pedalar uma distancia dentro de um tempo limite para o brevet. O ciclista deve pedalar sem apoio e deve ser o mais auto suficiente possível. Apoios serão permitidos apenas nos Postos de Controle (PC) e Pontos de Apoio (PA) do evento.
Neste tipo de evento o maior desafio é superar os próprios limites, pedalando cada vez mais longe. Por não ser competição, possibilita ao participante pedalar longa distancia com um mínimo de segurança, em companhia de amigos e conhecendo novas pessoas.
São poucas as restrições para participar desta modalidade. Este fato, aliado às possibilidades de participação de ciclistas de diversas idades e com os mais variados modelos de veículos movidos à propulsão humana, principalmente, a bicicleta, favorecem a participação de diferentes faixas etárias. Não existe categoria e nem classificação. Todos que pedalam a distancia do brevet dentro do tempo máximo são vencedores, recebem uma medalha, certificado de conclusão e a homologação que tem validade internacional e permite ao ciclista participar do brevet seguinte
O brevet é realizado em qualquer condição climática e este pode ser um desafio maior do que o fato de pedalar a distancia especificada.
Um pré-requisito para concluir a prova é a observância do tempo limite para chegada. Para tanto é importante é manter um bom ritmo de pedalada, saber dosar e economizar energia, e alimentar-se corretamente, além de treinar para manter o preparo físico. Quanto maior a percurso do brevet maior também a necessidade de planejamento e de bons equipamentos, como a bicicleta, os acessórios e o vestuário.
Longa distância; é sinônimo de muito tempo pedalando e isto exige uma preocupação com um grande numero de detalhes.

Pedalar longa distancia representa a necessidade de enfrentar calor, frio, sono, vento contra, longos declives, longos aclives, escuridão da noite, às vezes, solidão e outras dificuldades e perigos das estradas brasileiras. Também representa ter autonomia, preparo psicológico, conhecimentos e vontade de superar desafios. Exige reservar um tempo na vida para realizá-la, significa pedalar como se vivesse desde sempre sobre uma bicicleta ou como se fosse a única coisa a ser realizada para sempre. De certa forma é esquecer o mundo real e brutal do cotidiano, reduzir o stress, virar-se “super homem”, ou “super mulher”, capaz de superar tudo, por um objetivo sobre uma bicicleta.
Para enfrentar os perigos, desafios e as mais diversas condições são obrigatórios diversos equipamentos de segurança e necessários vários outros opcionais que acrescentam peso a bicicleta. È bom lembrar que as condições das rodovias no Brasil dificilmente são boas e este fato deve ser levado em consideração na escolha da bicicleta e também de acessórios para utilização em uma prova.

Porque Farrapos

A idéia do nome veio das dificuldades que o ciclista enfrenta durante a jornada. É preciso ter espírito de guerreiro farroupilha para pedalar mil quilômetros sem apoio, enfrentando todas as dificuldades da estrada, lutando contra o sono e suportando o clima de inverno. Além disto, o Brevet Farrapos será um marco no ciclismo de longa distância não competitivo no Estado e no país, da mesma forma que a Revolução Farroupilha foi para o Rio Grande do Sul”.

Organização Santa Ciclismo www.santaciclismo.com.br
Código ACP-980005
Diretor de prova: Miguel P. Lawisch
Largada e chegada no Hotel Antonios em Santa Cruz do Sul, RS

Largada: 3:30h do dia 30 de julho, quinta feira.
Chegada: até às 6:30 do dia 02 de agosto, domingo.
Premiação: 11h do dia 02 de agosto no hotel

Mais informações leia as postagens anteriores neste blog

segunda-feira, 27 de julho de 2009

Ultimas informações Farrapos 1000

Este brevet terá características especiais tanto na organização, distancia e acredito também no frio.

O brevet
É um evento muito longo e a estrutura das policias é muito limitada para possibilitar um melhor acompanhamento dos ciclistas;
O resgate, se necessário poderá ser demorado e a estrutura da organização é limitada;
Não haverá ambulância contratada pela organização e o socorro será realizado com os atendimentos de socorro mais próximos;

Postos de Controle
Preste a atenção nos Postos de Controle localizados no Hotel Antonios:
Alem do horário de chegada no Pc deverá ser marcado também o horário de saída do PC ( Hotel).
O primeiro ciclista a sair de cada PC realizado no Hotel Antonios, deverá ligar para o voluntário do PC seguinte comunicando o horário que está deixando o hotel. Verifique na planilha do PC o nome e telefone deste voluntário, peça para o pessoal do hotel fazer a ligação se for preciso.

A vistoria
A vistoria será realizada no Hotel Antonios das 19 até 19:45 do dia 29
O ciclista deverá apresentar:
Bicicleta equipada com:
- dois faróis de boa qualidade com leds;
- sinalizador traseiro com pilhas novas;
Colete refletivo de boa qualidade, indicado com tiras refletivas marca 3M de 5 cm;
Capacete;
O ciclista deverá, durante a vistoria, assinar o Termo de Responsabilidade que também deverá ser assinado por duas testemunhas.

Recomendações
Sempre que possível andar em dupla, ou em grupo.
Se desistir do brevet, não esqueça de avisar a organização.
Participe da reunião técnica e tire as dúvidas.
Organize a sua estratégia para o brevet e pense onde irá dormir por algumas horas. Se você dormir apenas quando não tiver mais condições de pedalar terá muitas dificuldades para prosseguir depois.
Leve o cobertor de emergência que ele poderá ser muito útil.

O Percurso
É o mesmo utilizado nos brevets de 400 e 600, mas apresenta algumas diferenças por ser pedalado em outros dias e não apenas os de finais de semana.
Teremos mais transito de caminhões na estrada em Encruzilhada do Sul;
Trecho com muito perigo na RSC 471 de Santa Cruz do Sul até Novo Cabrais onde o acostamento não é bom;
Perigo em todo o percurso, mas pode-se destacar também o encontrado na BR-290 e nas curvas de Pinheiral, próximo a Santa Cruz do Sul.
O brevet terá 4 cartas de rota, uma para cada etapa do percurso.

Carros de apoio
Preste a atenção no que foi divulgado a respeito dos carros de apoio. Tome cuidado para não perder o brevet por detalhes e pequenas ajudas não necessárias para você concluir o percurso com sucesso.

Horários
Os horários de abertura e fechamento dos PCs serão obedecidos.
O ciclista que chegar atrasado em algum PC é porque estará sem condições de prosseguir. Ao menos que tenha sofrido algum acidente, ou quebra da bike, ele será eliminado. Se o ciclista quiser continuar pedalando depois disto ele poderá fazê-lo, porem estará sem possibilidade de resgate. Esta regra é a mesma que a utilizada no Paris Brest Paris 2007.

Qualquer duvida entre em contato com a organização através do telefone indicado nas Cartas de Rota

Dicas para pedalar no frio

Para pedalar no frio é preciso ter uma noção mínima de meteorologia, e ao menos prestar a atenção na previsão do tempo, coisas simples do tipo:
• Você vai pedalar 100 km em um dia e no trajeto a ser realizado vai subir a serra, quanto maior a altitude menor é a temperatura. Se você não estiver prevenido pode passar frio.
• Você pretende pedalar da 1h até às 16 horas e a previsão do tempo é um dia limpo com sol. Na madrugada vai estar muito frio, mas durante o dia, principalmente à tarde, a temperatura aumenta e você vai ter que tirar boa parte da roupa que está vestindo. Pense nisto antes de sair, no momento de escolher a roupa a utilizar.

- Alimentação
Hidratação:
Beba mesmo que não esteja sentindo sede, a água é necessária para o transporte de nutrientes e manutenção da temperatura do corpo. Se for pedalar por um tempo mais longo é indicado o uso de bebida isotônica. Nunca beba bebida alcoólica. O álcool queima glicose reduzindo as tuas energias.
Alimentos:
Com o frio tem-se uma necessidade calórica maior para manter a temperatura do corpo, por isto uma alimentação saudável é muito importante!
Aproveite a estação para comer frutas cítricas que contem uma quantidade maior de vitamina C. Em dia muito frio e seco é normal ocorrer o ressecamento dos lábios e a ingestão de vitamina C é importante para a recomposição dos tecidos o que ajuda a evitar este ressecamento. Procure nas farmácias por Cebion Glicose, leia as indicações no envelope ou procure orientação médica.
Para pedaladas longas, coma algumas barras de cereais e/ou barras energéticas durante o percurso. Não espere a fome chegar para ir repondo as energias.
Após a pedalada uma xícara de chá ou café quente sempre é bom para aquecer.
-Proteção

O sol em dias frios também causa queimaduras, por isto o uso de protetor solar não deve ser esquecido;
O ar muito frio causa ressecamento da pele por isto pode-se usar loção hidratante para as partes expostas do corpo;
O ar gelado, próximo a zero grau, causa uma espécie de queimadura na pele, mesmo à noite, por isto nas partes expostas do corpo, por exemplo o rosto, pode-se inclusive utilizar protetor solar, que geralmente funciona também como hidratante;
Para evitar o ressecamento dos lábios deve-se utilizar creme ou óleo especial, o mais conhecido, barato e popular é conhecido como “Manteiga de Cacau” e é encontrado nas farmácias;
O Ar seco, principalmente quando associado à poeira, causa ressecamento nos olhos, este é mais um motivo para o uso de óculos de proteção, evitar futuros problemas de visão.
Quando respiramos o ar gelado é muito freqüente acontecer irritação na garganta, por isto o ideal é inspirar o ar pelo nariz e utilizar roupa que mantenha o pescoço protegido.
Evite limpar os ouvidos em excesso! Parece brincadeira! A cera formada nos ouvidos serve de proteção e somente o excesso deve ser limpo. Não confunda ouvido com orelha!

-Ritmo de pedalada
Procure pedalar em um ritmo constante para manter-se aquecido;
Procure parar somente quando é extremamente necessário, fique parado o menor tempo possível e de preferência pare em local mais protegido.
Quando você está pedalando em um ritmo forte, principalmente em subidas, seu corpo fica mais aquecido, quando você para, seu corpo esfria, por isto, nas paradas e descidas longas coloque uma roupa mais quente.

Luiz M. Faccin

Alimentação e hospedagem Farrapos

1º etapa

Café da manhã no Hotel Antonios ( para os hospedes) a partir das 2:30;

Posto Dragão- Rio Pardo- Loja conveniência 24hs
Km-31,30 fone-51-3731-3631

PA- Raabelândia- Pantano Grande- Lancheria 24Hs
Km 54,90 fone-51-3734-1120

PA- Posto Franck- Encruzilhada do Sul- Lancheria a partir das da 6 horas até às ½ noite
Restaurante a la carte
Km 95,90 Fones= posto- 51-9962-3937 Restaurante Michele=51-9814-9580
Buffet simples ( massa, carne, molho, arroz e feijão) a partir das 7h = 10,00
Com certeza mais rápido do que esperar o atendimento do café

Bar antes da ponte sobre o Rio Camaqua- esquerda 400 metros antes da ponte
Km 160,80 ( poucos itens a venda)

PC-1- Posto Fita Azul- Lancheria e restaurante 24 horas
Almoço com buffet livre
Km-210
Fones: Posto-53-3252-1532
53-9956-0878
Restaurante:53- 9946-5205
No PC-1= água, banana e uma barra de cereal
Retorno
Bar depois da ponte sobre o Rio Camaqua- direita 400 metros depois da ponte
Km 256 ( poucos itens a venda)
Final da Subida do Abranjo- Antigo PC do brevet 400 a esquerda-
Bar e Armazém Pereira
Km 274,30 ( poucos itens a venda até 20h )

PA- Posto Franck- Encruzilhada do Sul- Lancheria até a ½ noite
Restaurante buffet
Km 323,80 Fones= 51-9962-3937
Local para pernoite ao lado do posto.
PA- Raabelândia- Pantano Grande- Lancheria 24Hs km-364,80
PA- Posto Dragão- Rio Pardo- Loja conveniência 24hs km 388,50

Pedágio Santa Cruz Rodovias- km 405,30 ( sem nada na madrugada)

PC-2 Hotel Antonios km-420 51-3713-1909
Café da manhã servido para os hospedes até a partir da ½ noite ( zero horas do dia 31)

2º Etapa ( zerado o odometro nas distancias da segunda etapa)

Saída do Antonios ( café a partir da ½ noite)
Sempre marcar o horário de saída do PC no hotel

PA- restaurante/lancheria 24h no Posto a direita no trevo de Candelária
Km 39,36 ( 459,36 )
Possibilidade de dormir em Candelária
Motel Lago Azul= ao lado do posto a esquerda da rodovia- 51-3743-1423
Pernoite por pessoa= Apto sem ar=30,00 Casal= 50,00
Não serve café da manhã. Ligar antes para reservar apto
Hotel Cande= no centro rua Julio de Castilhos 1030 - 51-3743-1600
Hotel dos Viajantes- ( rodoviária) no centro, rua Andrade Neves 399- 3743-1042

Novo Cabrais- Rodoviária- no trevo a direita- lancheria a partir das 7 horas
Km 58,26
Posto de combustivel – a esquerda da rodovia- lancheria a partir das 7h
Km 78,00
Posto Combustível após o trevo Horbach- antes de chegar em Cachoeira do Sul
Km 91,0 lancheria a partir das 6:20

PC-3 Posto Muller- Restaurante Papagaio www.papagaiogrill.com.br
Fone= 51-3722-3202
lancheria 24hs e restaurante com buffet a partir 11:30
Km 124,61 ( 544,61)
PC- água, banana e barra de cereal

Pedágio Univias- km- 163,11 água, chá e café disponível.

PA- Raabelândia- Pantano Grande- Lancheria 24Hs km- 172,21 (592,21)

Posto Dragão- Rio Pardo- Loja conveniência 24hs km 195,70

PC-4 Hotel Antonios km 226,76 ( 646,76 )
Informe-se no hotel os locais para refeição próximos ( almoço ou janta)

Sempre marcar o horário de saída do PC no hotel

3º Etapa ( zerado o odometro nas distancias da terceira etapa)

Saída do Antonios hotel (Sempre marcar o horário de saída do PC no hotel)

Lancheria Schuster- km- 17,01 lancheria 51- 3787-1187

PA- Restaurante Casa Cheia- Restaurante e lancheria até a ½ noite
Km 28,05 (674,81)

Pedágio Univias- km 50,90 água e banheiro

Posto Charrua- depois do viaduto sobre a Br-386 a esquerda-
lancheria a partir 8h até 22h
km 64,70

Pedágio Encantado- km 86,30 água e banheiro

PC- 5 Hotel Hengu- Encantado- Possibilidade de pernoite!
Km 96,40 ( 743,16) Fone= 51- 51-3751-6848
Pernoite com café da manhã R$32,00 por pessoa ap sem ar.
Lancheria e restaurante
PC- água, banana e barra de cereal
Sempre marcar o horário de saída do PC no hotel
*combinar detalhes com hotel. Local para bikes, horário do café e janta.

Retorno

Após a ½ noite e, antes das 6:30, não encontra-se nenhum estabelecimento para alimentação, no percurso de retorno até Santa Cruz do Sul.

Pedágio Encantado-

Posto Charrua – km 128 lancheria com atendimento até 22h
Fone= 51
PA- trevo viaduto Br-386- Unicshoping km 128,80 atendimento até 23H?
Dificuldade de local para deixar a bike!

Pedágio Univias- km 141,90 água e banheiro

PA- Restaurante Casa Cheia- Restaurante e lancheria até a ½ noite
Km 164,75 (811,51)
Lancheria Schuster- km- 175,70 lancheria até 21h 51- 3787-1187

PC-6 Hotel Antonios- KM 192,80 ( 839,56)
Café da manhã para hospedes a combinar o horário.
Sempre marcar o horário de saída do PC no hotel

4º Etapa ( zerado o odometro nas distancias da quarta etapa)

Saída do Hotel Antonios (Sempre marcar o horário de saída do PC no hotel)

Lancheria Schuster- km- 17,01 lancheria a partir das 7h 51- 3787-1187

PA- Pesque Pague Panorama- Restaurante e Lancheria
KM 61,63 (901,19) fones= 51-9997-5971 Irma.
* prato de massa retirado com apresentação ficha e sanduíche no retorno !

PC-7 - Posto ABS em General Câmara
Lancheria até ½ noite
Km 89 ( 928,14) Fone= 51-3655-1799
PC- água, Banana, Barra de cereal e sopa
Caminhão furgão com beliches e possibilidade de descanso, ou dormir alguns minutos

PA- Pesque Pague Panorama- Restaurante e Lancheria
Km 116,33 ( 955,49 )
Um sanduíche reservado na passagem de ida ao PC-7
Organização pode combinar no dia do evento conforme necessidade dos últimos ciclistas.

PA- Lancheria Schuster- lancheria a partir até 21 horas
km-160,86 ( 1000,02)

Chegada no Antonios Hotel ( km 177,96)
Km 1017,12
Marcar horário na recepção!
Assinar o passaporte e entregar na recepção
Café da manhã a partir das 7h, até 10h

Premiação no hotel às 11 horas

PCs e PAs Farrapos

Todos os participantes do brevet Farrapos conhecem o percurso.
Por isto o ciclista pode visualizar este percurso de forma resumida pensando apenas nos PCs e Pas como segue:




São apenas 7 PCs, mas são 14 Pontos de Apoio e isto pode ser importante para definição das estratégias e também para o encontro com o carro de apoio

Lista de Inscritos Farrapos 1000 km

Cicero Ramos
CLAITON KETZER
Dacivaldo Silva Matos
Edimar da Silva
EDSON BEHENCK ALVES
EDSON CARLOS BERRETA
ERICH BRACK
ÉRIKA FERNANDES PINTO
GABRIELA MARTIN
ISac Chedid Saud Filho
JAIR MELO PINTO
Jeferson Emiliano De Oliveira
JONAS RUSCHEL
José Vilson Araújo
Lidiane Tamara Lauermann
LUÍS ROBERTO VELHO LAZARY
Luiz Maganini Faccin
MAICO BEZ BIROLO
Mateus Dos Santos Ferreira Lemos
Mogens Nielsen
OSVALDO DE OLIVEIRA NUNES
Paulo Carneiro Endres
Rafael Pereira de Castro
Roberto P Trevisan
RODRIGO ANTONIO CORTESE
ROGÉRIO BERNARDES
ROGERIO GIRON CLAUMANN
RONALDO PAULO DOS SANTOS
RUBENS PINHEIRO GANDOLFI
SAUL ALEXANDRE RODRIGUES
Udo Carlos Weissenstein
Vitor Hugo Matzembacher

sexta-feira, 24 de julho de 2009

Percurso Urbano brevet Farrapos

O Brevet Farrapos 1000 km, a exemplo do brevet de 600, também terá percursos urbanos na saida e chegada de cada etapa.
Conforme o mapa abaixo serão utilizados os percursos marcados em verde e vermelho.



Etapa 1- saída e chegada usando as ruas do percurso verde;
Etapa 2- saída no percurso vermelho e chegada no hotel Antonios via percurso verde;
Etapas 3 e 4- saídas e chegadas usando o percurso vermelho do mapa

O ciclista vai receber uma cópia deste mapa.

Acredito não haver dúvidas visto que todos dos participantes já conhecem 100% do percurso do brevet Farrapos 100 km

Carta de Rota Farrapos- Etapa 4- General

Carta de Rota Farrapos Etapa 3- Encantado

quarta-feira, 15 de julho de 2009

Veiculos de Apoio para o brevet Farrapos

Alguns ciclistas, grupos de ciclistas, estarão utilizando carros de apoio durante o brevet Farrapos.
Os apoiadores poder fornecer todo tipo de apoio para os ciclistas nos PAs e PCs. Fora destes pontos não é permitido nenhum tipo de ajuda, escolta, alcançar material ou iluminar a pista para os ciclistas., salvo quando autorizado pela organização.
Algumas regras devem ser obedecidas:

1- Somente veículos inscritos poderão fazer apoio no brevet Farrapos 1000 km;
2- O ciclista é responsável por repassar as informações sobre o brevet e principalmente as orientações sobre o regulamento para o motorista do veiculo de apoio. Os veículos inscritos irão recebeu uma copia das cartas de rota do percurso entregue durante a vistoria das bicicletas;
3- O motorista do veiculo de apoio preferencialmente deve participar do briefing;
4- Uma infração no regulamento será penalizada com a eliminação do ciclista, ou grupo de ciclistas favorecidos. Não existe possibilidade de recurso;
5- As inscrições dos carros de apoio devem ser realizadas por e-mail de contato no site
www.faccinadventure.com.br até o dia 26 de julho. Mais informações serão enviadas aos inscritos.
.
. Outras orientações:
6- O Veiculo de apoio deverá estar com o alerta ligado ao ultrapassar um ciclista, ou grupo de ciclistas e prestando muita atenção ao transito. Deve-se evitar a obstrução do transito dos demais veículos;
7- Nunca estacionar o veiculo no acostamento atrapalhando a passagem dos ciclistas. Estacione fora da estrada, se possível apenas nos PCs e PAs;
8- A inscrição do veiculo de apoio é gratuita;
9- Para realizar a inscrição do veiculo deve-se informar:
Veiculo: marca, modelo, cor, placa, nome do motorista e celular para contato. Nome dos participantes a quem estará fazendo o apoio.
10- Os casos especiais serão analisados.


As inscrições dos veículos será importante para facilitar a comunicação e coordenação do brevet.
Apoios fora dos PCs, alem de ser contra o regulamento o ciclista se acostuma mal, fica muito chato, tanto para ele, quanto para a organização.
Apoio fora de PC é o mesmo que enganar a si mesmo.
Medalha do brevet não pedalado, não tem valor algum.

sexta-feira, 10 de julho de 2009

Indice das cartas de rota Farrapos



Serão 4 cartas de rotas para o brevet Farrapos 1000 km.
Uma carta para cada etapa do percurso.
Acima segue o indice das cartas.

Em breve serão publicadas as cartas aqui no blog

quinta-feira, 9 de julho de 2009

Lista de Inscritos brevet Farrapos

1 Cicero Ramos
2 CLAITON KETZER
3 Dacivaldo Silva Matos
4 Edimar da Silva
5 EDSON BEHENCK ALVES
6 EDSON CARLOS BERRETA
7 ERICH BRACK
8 ÉRIKA FERNANDES PINTO
9 GABRIELA MARTIN
10 ISac Chedid Saud Filho
11 JAIR MELO PINTO
12 Jeferson Emiliano De Oliveira
13 JONAS RUSCHEL
14 José Vilson Araújo
15 Lidiane Tamara Lauermann
16 LUÍS ROBERTO VELHO LAZARY
17 Luiz Maganini Faccin
18 MAICO BEZ BIROLO
19 Mateus Dos Santos Ferreira Lemos
20 Mogens Nielsen
21 OSVALDO DE OLIVEIRA NUNES
22 Paulo Carneiro Endres
23 Rafael Pereira de Castro
24 Roberto P Trevisan
25 RODRIGO ANTONIO CORTESE
26 ROGÉRIO BERNARDES
27 ROGERIO GIRON CLAUMANN
28 RONALDO PAULO DOS SANTOS
29 RUBENS PINHEIRO GANDOLFI
30 SAUL ALEXANDRE RODRIGUES
31 Udo Carlos Weissenstein
32 Vitor Hugo Matzembacher

Atualizado até dia 24-07-09

Percurso brevet Farrapos 1000- etapa final

Percurso brevet Farrapos 1000- etapa 3

Percurso brevet Farrapos 1000- etapa 2

Percurso brevet Farrapos 1000 - etapa 1

quarta-feira, 8 de julho de 2009

Brevet Farrapos 1000 km

Brevet válido pelo calendário ACP- Audax Club Parisien e Les Randonneurs Moundiax 2009.
Organização Santa Ciclismo
Código ACP-980005
Diretor de prova: Miguel P. Lawisch
Largada e chegada no Hotel Antonios em Santa Cruz do Sul, RS
Inscrições no site: www.faccinadventure.com.br
Prazo para inscrições:
- para os ciclistas com brevet 600 km até o dia 17 de julho;
- para os ciclistas que concluírem o brevet 600 km de Curitiba (ver site: http://www.audaxparana.com.br/) até o dia 22 de julho.

Vistoria das bikes e entrega do kit para o brevet: dia 29 das 19h até 19:45
Reunião Técnica: 20 horas
Local: Antonios Hotel

Largada: 3:30h do dia 30 de julho, quinta feira.
Chegada: até às 6:30 do dia 02 de agosto, domingo.
Premiação: 11h do dia 02 de agosto no hotel

Percurso dividido em 4 etapas:
Etapa 1- Santa Cruz do Sul- Rio Pardo- Pantano Grande- Encruzilhada do Sul- Posto Fita Azul na Br-392 em Canguçu. Retorno a Santa Cruz do Sul até o Hotel Antonios.
Total da etapa= 420 km
Etapa 2- Volta na Quadra- Santa Cruz do Sul- Candelária- Novo Cabrais- Cachoeira do Sul- Posto Muller e Restaurante Papagaio- Pantano Grande- Rio Pardo- Santa Cruz do Sul.
Total da Etapa= 226,76 km
Etapa 3- Santa Cruz do Sul- Venâncio Aires- Lajeado- Arroio do Meio- Encantado no Hotel Hengu e retorno a Santa Cruz do Sul.
Total da Etapa= 192,8 km
Etapa 4- Santa Cruz do Sul- Passo do Sobrado- Vale Verde- General Câmara no Posto ABS e retorno até a chegada em Santa Cruz do Sul.
Total da Etapa=178 km
Total do brevet= 1017 km

Pcs e horários

Largada: 3:30 dia 30 de julho

Pc-1 km 210 Posto Fita Azul- Canguçu BR-392
Das 10:30 até 18 horas do dia 30

Pc-2 km 420 Hotel Antonios
Das 18h do dia 30 até 7:40 do dia 31

Pc-3 Km 544,61 Restaurante Papagaio- Br290 Vila Piquiri
Das 23h do dia 30 até 19:50 do dia 31

Pc-4 Km 646,76 Hotel Antonios
Das 3:30 do dia 31 até 3:30 do dia 01

Pc-5 Km 742,76 Hotel Hengu- Encantado
Das 9:30 do dia 31 até 10:30 do dia 01

Pc-6 Km 839,16 Hotel Antonios
Das 12:30 do dia 31 até 16:30 do dia 01

Pc-7 km 928,14 Posto ABS General Câmara
Das 21:30 do dia 31 até 0:30 do dia 02

Chegada 1017 km Hotel Antonios
Até 6:30 do dia 02

Com apoio e sem apoio

Existem duas maneiras básicas de se participar de um brevet Randonnée.
São elas: Com Apoio e Sem Apoio

OBS: nos brevets não é permitido qualquer espécie de apoio, ou veiculo acompanhando o ciclista, a exceção são os casos autorizados ou veículos da organização, geralmente visam zelar pela segurança do ciclista em trechos mais perigosos.
O apoio é permitido apenas nos Postos de Controle (PCs), é deste tipo de apoio que eu me refiro neste texto.

Sem apoio
O ciclista pedala contando apenas com a estrutura fornecida pela organização do evento e da estrutura que encontra disponível nas estradas utilizadas no percurso do brevet.
Este é o tipo de participação mais utilizada aqui no RS, principalmente em brevets menores e com boa estrutura nas estradas. É o modelo de participação onde o ciclo turista tem maior independência a autonomia e o que melhor se encaixa com a definição Randonneur de auto suficiência.
Quando pedalei o Paris Brest Paris 2007, conversando com os franceses, pude perceber bem a diferença entre as duas formas de pedalar um brevet. Também ficou bem nítido a valorização do ciclista com uma participação mais autônoma. Mais do que uma opção, a possibilidade de pedalar o Paris Brest Paris, sem apoio, é uma decisão de muitos franceses e também estrangeiros. Mesmo o ciclista tendo opções de usar o apoio da família que reside próximo ao percurso do PBP, muitos escolhem pedalar o brevet sem usar este apoio. No pais onde o ciclo turismo é o mais desenvolvido no mundo, a França, companheiros do clube de ciclismo, amigos, conhecidos e colegas de pedaladas, valorizam mais o ciclista sem uso de apoios nos PCs.
Quando passava um ciclista pedalando mais rápido, utilizando uma bicicletas sem bagagens, até sem bolsa de selim, em alguns casos, os franceses balançavam a cabeça e diziam: “Sans bagages”. Muitos optam inclusive por dormir ao relento, nas portas das padarias, ou em algum local mais abrigado que encontrar no caminho. Esta opção obriga o ciclista a transportar todo o vestuário e equipamento de possa precisar durante o brevet. Era comum encontrar ciclista com alforje bem cheio.

Com apoio
A opção dos franceses contrastava com a de muitos ciclistas que utilizavam apoio em todos os PCs e com a maior e melhor estrutura montada disponível. Desta forma podíamos encontrar dezenas de trailers, carros e ônibus estacionados próximo aos PCs. Existem diversas maneiras de se realizar um apoio em um PC de algum brevet. Uma forma é estacionar um carro onde o ciclista retira alguma vestimenta para troca. Outra maneira é o pacote utilizado por muitos norte Americanos e canadenses que incluí o transporte de bagagem e também o transporte do ciclista até um hotel 4 estrelas nas proximidades do Posto de Controle.


O certo é que a medalha do brevet pedalado é a mesma, sem distinção para ciclista que usou apoio, ou não. O valor sentimental e a sensação de conquista é que pode ser diferente. Difícil de definir isto, mas com certeza deve haver uma diferença entre as culturas mais individualistas e capitalistas para as demais. Outro fator é a condição financeira de cada participante o que muitas vezes define tudo. O discurso pode ir para uma via longa e não é este o objetivo.
Um outro fator, que pode-se perceber, é o número maior de desistências de ciclistas que possuem um carro de apoio, principalmente em um PC que está localizado em algum dos momentos mais difíceis do brevet. A tentação de ficar no conforto é grande.


No brevet Farrapos 1000 km,

O brevet de 1000 km será realizado da forma mais adaptada as condições para a realização de um evento com estas características aqui no RS. Muito longe de um Paris Brest Paris, próximo apenas na distancia pedalada, ou seja, 200 km a menos, o Farrapos vai utilizar um percurso dividido em 4 etapas. No final de cada etapa, são quatro percursos diferentes, o ciclista retorna para o Hotel, o mesmo onde será realizada a largada e chegada. Desta maneira muito é facilitado para o ciclista e também para a organização. O ciclista poderá pedalar o brevet de 1000 km sem precisar de apoio, mas esta opção não é descartada. Todo apoio deverá somente ser realizado nos PC ou nos PAs divulgados pela organização.
PA= ponto de apoio que tem as mesmas características de um PC, porem o ciclista não precisa carimbar o passaporte e nem é obrigado a parar. São pontos indicados onde o ciclista encontra possibilidade de reabastecimento, e, se for o caso, o seu apoio.

No brevet Farrapos 1000 não teremos serviço de transporte de bagagens, mas as varias possibilidades de pernoite e alimentação serão indicadas aos participantes.

segunda-feira, 6 de julho de 2009

Planejar um brevet de 1000 ou mais

Segundo o Kayo Oliveira o mais importante é

1- planejamento
2- Preparo Psicológico
3- Preparo físico

O treinamento faz parte do planejamento
Preparo psicológico se adquiri superando as dificuldades encontradas em outros brevets menores, mas também está muito ligado a personalidade e criação de cada um. Criança mimada não vai ser um bom ciclista de longa distancia.
Preparo físico se adquiri de várias maneiras e a principal é pedalando, pedalando e pedalando.

Vou escrever só um pouquinho sobre planejamento para o brevet 1000:

O brevet foi pensado da maneira para facilitar para o ciclista e também para a organização, alem de ter as limitações devido a qualidade das estradas, pontos de apoio e etc.

Para brevet 1000 km
Largada= 3:30 no Hotel Antonios
PC-1 = Km 210,0 0 = Posto Fita Azul- Canguçu
Abre: 11:00 Fecha:18:20
PC-2 = km 420,00 = Antonios Hotel- Santa Cruz do Sul
Abre: 18:45 Fecha: 7:00 dia seguinte

Previsão de horário de passagens nos PAs
PA-1 = Km 54,90 = 5:00 até 6:20
PA-2 = Km 95,90 = 6:30 até 9:30
PA-3 = Km 323,80 = 15:45 até 23:50
PA-4 = Km 364,80 = 17:20 até 3:30
PA-5 = Km 388,60 = 18:20 até 5:00
Chegada no Hotel= km 419,7 = até 6:50

Atenção= escrevo como ciclista amador que sou e para ciclistas amadores que somos e como praticante de uma modalidade de ciclismo não competitivo. Não tem como querer ou pensar como os ciclistas que pedalam 1200 km em 42 horas.
O principais itens a planejar são
Nutrição = comida e hidratação
Sono= dormir é necessário
Equipamento, percurso, outros

O ciclista para pedalar 1000 km tem que pedalar muito tempo a uma velocidade aproximada de 25 km/h. Isto para ter tempo suficiente para imprevistos, atrasos, comer e dormir.
Quanto tempo você consegue ficar sem dormir? 75 horas?
Então! Quem chega no primeiro retorno no Hotel Antonios, faltando pouco tempo para o fechamento do PC, vai ter que sair sem dormir, ou dormindo muito pouco. Significa que ele vai estar com a corda no pescoço no brevet. Até pode concluir, não é impossível, mas vai estar sujeito a um desgaste muito grande, a dormir e não acordar mais, desistir, chegar queimado no próximo PC.

O dia mais importante de um brevet longo é o primeiro.
Se você terminar o primeiro (420 km) dia cansado, mas com tempo para comer e dormir.
Vai poder largar para pedalar no dia seguinte, ter mais algum tempo para dormir na noite seguinte.
E sair cansado, mas em condições de pedalar mais 190 km até o limite de tempo.

Se você chega queimado no primeiro dia, depois de pedalar 420 km, para sair e pedalar mais 380 km sem dormir, vai ser candidato a desistir faltando poucos km para o final.

Não quer dizer que você tenha que sair pedalando tudo que puder no primeiro dia. Para começar pedale no teu ritmo- só espero que o teu ritmo não seja de menos de 20 km/h.
Pedale o mais rápido que puder gastando o mínimo de energia, ou seja respirando normal= pedalada aeróbica
Veja o que o Arthur escreveu sobre o brevet de 300 do final de semana passado:
www.pespracima.blogspot.com
O Faccin sobe conversando! Se eu estou conversando e porque estou respirando normal e quase não estou cansando.
Deixa a bike correr na descida quando estiver a mais de 30 km/h, se você pedalar vai gastar mais energia e vai ganhar poucos minutos no tempo.
Gira na subida mantendo o ritmo sem forçar os joelhos.
Mantenha um ritmo de mais de 20 km/h no plano. Se o vento estiver a favor aproveite e não fique parado no PC esperando o vento mudar. Se o vento está a favor e você consegue pedalar a mais de 30 km/h, aproveita e deixa para descansar mais lá na frente quando o vento estiver contra. Observa a direção do vento e a posição das estradas do percurso em relação a este vento. Se o vento está a favor, logo depois tem um retorno, significa que ele vai estar contra. Isto eu acho tão básico, mas vejo ciclista que não aproveita.

Outros
Aproveita bem as paradas, mas não perca tempo com besteiras.
Organize todo o material. Organize o material para cada retorno no hotel Antonios.
A bike tem que estar 110%, não saia com pneu gasto, corrente gasta. Guarde o pneu ½ gasto para os brevets menores.
Leve pouco peso, mas leve tudo o que precisa. Lembre que você não precisa de quase nada. Leva dinheiro e aproveite para comer o que tiver disponível onde está.
Se tiver na duvida entre comer agora, ou depois, coma agora e depois também.
Leia sobre tudo que pode ser importante em eventos de Endurance.
Antes do PBP eu estudei sobre muita coisa, até sobre cafeína eu estudei como aproveitar mais os efeitos. Tudo faz diferença.

Abraços

domingo, 5 de julho de 2009

Pedalando junto

Quando decidi organizar o brevet de 1000 km, imaginei um evento com número limitado de participantes e com pouco ciclistas, um brevet com os melhores e mais experientes ciclistas randonneurs.
Mais tarde, devido ao grande número de inscrito no brevet de 400, decidi pedalar os brevets em datas antecipadas.
Pedalei o brevet de 400 km uma semana antes da data;
Pedalei o brevet de 600 km, com muita dificuldade, duas semanas antes da data;
Havia planejado pedalar o brevet de 1000 km entre os dias 09 e 12 de julho;
Devido ao desgaste duplo, organizar e pedalar, resolvi pedalar o brevet 1000 km na mesma data do brevet, ou seja, entre os dias 30 de julho e 02 de agosto. Pedalando junto vou estar compartilhando a viagem com amigos e deverá ser mais agradável. Para isto tenho que organizar ainda melhor, para que tudo esteja preparado, para as 75 horas de pedalada e de trabalho cansativos.
Nunca tivemos um acidente mais grave em algum dos 13 brevets já organizados em Santa Cruz do Sul. Desculpa a frieza, mas não gostaria de receber a noticia de que algum dos amigos ciclistas está internado no hospital, ou pior, morto, depois de ter sofrido um acidente durante o brevet.
Na minha opinião deve existir uma escala dos brevets.
Um brevet de 200km tem uma finalidade, é pedalado por muitos novatos e ciclistas sem experiência. Nestes brevets o organizador pode, ou deve, montar uma grande estrutura com todo tipo de indicação, segurança, alimentação e outros para os participantes.
Um brevet de 600 km é pedalado por ciclistas mais experientes, que deveriam ter melhor noção das reais necessidades e perigos quando se pedala de maneira autônoma durante dia e noite.
Cada brevet tem um nível de dificuldade. Os brevets de 1000 quilômetros ou mais são os que apresentam os níveis máximos de dificuldades e exigências para o ciclista.
Igualmente a organização de um brevet de 1000 km não tem como ser realizada da mesma forma do que em um brevet de 200.
Como organizador e participante eu consigo ter uma idéia mais correta do necessário e também dos riscos de cada brevet. Muitos participantes, mesmo em brevets de 600 km, não possuem a noção exata dos riscos. Erradamente pensam que a organização, a estrutura montada para um brevet, funciona como um anjo da guarda e sempre estará por perto. Isto não acontece mesmo no brevet mais bem estruturado e organizado. Não será realidade no brevet de 1000 km onde as distancias e os riscos são maiores.
O brevet 1000 será um “Brevet Espartano” como escreveu o meu amigo Maico Bez no blog do Audax do Carvão. Um brevet de 1000 km não é o mesmo que um brevet de 600 mais 400 km, mesmo que a distancia e o percurso sejam o mesmo. São 1000 km e até 75 horas de sol, chuva, frio, calor, buracos, ponte estreita, motoristas bêbados, sono, vento contra, fome, sede, assaduras, dor,...
São 75 horas, ninguém pedala 75 horas sem dormir e cada um deve saber quais são os riscos de tentar conseguir este feito.
Quem conclui o brevet de 600 km em quase 40h, sem ter tempo para dormir, deve pensar onde vai desistir, ou cair, no brevet de 1000.
Seguindo a escala dos brevets, no de mil, o trabalho da organização se limita em:
-definir o percurso, horários, ponto de paradas e alimentação, pernoites, Postos de Controle, dar as condições mínimas para que o brevet seja valido e homologado conforme, o regulamento do Audax Club Parisien, e ainda vistoriar para que este regulamento seja obedecido.

Virando a página.

Após o brevet de 600, antes de divulgar as informações do brevet 1000, podemos fazer uma rápida analise dos resultados dos brevets realizados pelo Santa Ciclismo em 2009.

Nesta série tivemos a primeira Fleche Velócio realizada no Brasil;
Temos uma série de brevets até o brevet 600 completa;

Sobre o Brevet 600 km um comparativo:

Em 2007 o Brasil teve 37 ciclistas brevetados em 600 km.
Em 2008 apenas 19.
Em 2009 apenas no brevet de Santa Cruz do Sul são 39.

Em 2005 a Rosane Silveira Gomes se tornou a primeira Brasileira a concluir um brevet de 600 km.
Em 2006 foi a vez da Romi.
Em 2007 a Adriana Cerqueira.
Em 2008 nenhuma mulher concluiu o brevet de 600.
Em 2009, apenas no brevet de Santa Cruz do Sul, 4 mulheres concluíram os 600 km.

Agora estamos próximos do brevet de 1000 km que será realizado também a primeira vez aqui no Brasil. Vamos torcer para que o clima continue colaborando e que tudo ocorra com tranqüilidade. Com a conclusão deste brevet teremos atingido outras conquistas significativas.

sexta-feira, 3 de julho de 2009

Voluntário brevet Farrapos 1000 km

O brevet Farrapos 1000 km agora conta com um novo voluntário.
É o meu amigo jornalista e "Ciclista Pica Pau" como ele mesmo se define no seu blog
www.zerohora.com/pedivela

Poti vai estar fazendo a divulgação das informações do brevet dos "Farrapos".
Durante a realização do brevet ele vai fazer a divulgação dos tempos dos Pcs, fotos, curiosidades e informações dos participantes. Os familiares e amigos poderão saber informações atualizadas e ficar na torcida.
O Poti também vai fornecer informações para outros sites, blogs, jornais, ... antes, durante de depois do brevet.

Veja também:
o site da Zero Hora:
www.zerohora. com


Valeu Poti

quinta-feira, 2 de julho de 2009

Ciclista Visivel- maior segurança

Veja o video no site www.audaxbrasil.com.br



Lembrando alguns itens obrigatório para o brevet de 1000 km:

Colete refletivo com tiras 3m refletivas de 5 cm de largura (colete tipo X não será aceito);
Dois farois de leds de boa qualidade e em funcionamento;
Capacete é claro;
Cobertor de emergência;

A dica é ficar o mais visivel possivel!